11 de nov de 2013

Hemocentro do HC de Botucatu precisa de sangue tipo O positivo e negativo


O Hemocentro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) está em estado de alerta máximo neste final de ano, onde o número de doadores ficou muito abaixo do necessário ao mesmo tempo em que o número de bolsas de sangue utilizadas aumentou consideravelmente. A maior preocupação do serviço gira em torno dos sangues do tipo O. Tanto o positivo quanto o negativo estão com seus estoques muito abaixo do ideal.




Atualmente, o estoque do Hemocentro conta com menos de 100 bolsas de sangue tipo O, sendo que dessas, apenas 10 são do tipo O negativo, enquanto as outras pouco mais de 50 são do tipo positivo, realidade bastante comprometedora. “Nosso Hemocentro fornece sangue não apenas para os pacientes do Hospital das Clínicas, mas também, para dezenas de outras cidades que, semanalmente, vêm até Botucatu para buscar sangue e com essa situação, corremos o risco de não termos sangue pra encaminhar a quem precisa em outras cidades”, explicou a assistente social da unidade, Aparecida Donizete Franco.


Mesmo funcionando durante toda a semana e até aos sábados, o número de doadores segue sendo extremamente baixo. “Abrimos normalmente todas as semanas, mas ainda assim, são pouquíssimos doadores”, contou Aparecida. “Nós sabemos que os estoques abaixam bastante, mas a nossa necessidade também aumenta na mesma proporção. Precisamos muito da ajuda da população”, concluiu a assistente social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário