10 de mar de 2017

Inadimplência do consumidor cai 8,0% em fevereiro, diz Boa Vista SCPC

A inadimplência do consumidor atingiu queda de 8,0% em fevereiro na avaliação dessazonalizada contra janeiro, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (março de 2016 até fevereiro de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração 3,5%. Já quando comparado o resultado de fevereiro contra o mesmo mês de 2016 houve retração de 8,3%.


Regionalmente, na análise acumulada em 12 meses, ocorreu crescimento apenas na região Norte (1,4%), enquanto houve queda nas regiões Centro Oeste (-0,3%), Nordeste (-0,1%), Sul (-5,3%) e Sudeste (-5,1%).


As adversidades ocorridas na economia ao longo dos últimos dois anos geraram grande cautela nas famílias, inibindo o consumo e consequentemente contribuindo para a diminuição do fluxo de inadimplência. Mantendo a perspectiva de pequeno crescimento da economia e renda, juros menores e inflação controlada, espera-se uma retomada sustentável da demanda de crédito, expandindo a renda disponível das famílias, fatores que colaboram para manter o atual ritmo de queda da inadimplência.

Metodologia
O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas informados à Boa Vista pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau. Em virtude da Lei Estadual de São Paulo n° 15.659/2015, a partir de setembro de 2015 passou-se a usar como referência para este estado o número de cartas de notificação enviadas aos consumidores em vez dos números de débitos ativos na base do SCPC.

A série histórica do indicador está disponível em: http://www.boavistaservicos.com.br/economia/registro-de-inadimplencia/
 
SOBRE A BOA VISTA SCPC
A Boa Vista SCPC é uma empresa que oferece as melhores soluções para a tomada de decisões sustentáveis de crédito e gestão de negócios, e para prevenção contra fraudes. Sua base de dados contém mais de 350 milhões de informações comerciais sobre consumidores e empresas, e registra mais de 42 milhões de transações de negócios por dia.
É a única empresa que oferece ao consumidor a consulta gratuita de seus débitos pela internet (www.consumidorpositivo.com.br), registrados em seu banco de dados. Também atua no mercado de segurança eletrônica de transações e identificação, provendo serviços de certificação digital. 
Está presente em todo o Brasil por meio de escritórios regionais e distribuidores, além da parceria com mais de 2 mil entidades representativas do comércio, da indústria e do setor de serviços. Inovadora e controlada por brasileiros, a Boa Vista SCPC opera também o Cadastro Positivo no País e investe continuamente em tecnologia de ponta para atender à sua crescente carteira de clientes em todo o território nacional. 

Artigo: Aprovamos o casamento LGBT

* Marta Suplicy

Tivemos uma grande vitória no Senado. Depois de 30 anos de batalha árdua, conseguimos aprovar, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), o projeto de minha autoria que legaliza a união entre pessoas de mesmo sexo.

Essa longa trajetória de luta começou na TV Mulher na qual apresentava um quadro de Comportamento Sexual. À época, falar sobre sexo na TV foi quebra de enorme tabu. Isso faz pouquíssimo tempo (anos 80), mas ainda discutíamos virgindade, se masturbação levava à loucura, se homossexualidade era doença.

Entrei na política quando percebi que para promover cidadania às mulheres e aos LGBTs o caminho era o das leis. Na comunicação e com livros que escrevi já havia esgotado o que podia influir.

Apresentei, em 1995, na Câmara dos Deputados, um projeto que tratava da parceria civil de pessoas do mesmo sexo. Conseguimos aprová-lo em todas as comissões designadas pela Câmara dos Deputados, mas, infelizmente, não chegou a ser votado no plenário da Casa porque retirávamos da pauta a cada dúvida sobre as condições para a sua aprovação. Acabou no limbo da Câmara dos Deputados.

O grande avanço não veio com o Legislativo mas com o Judiciário, quando o Supremo Tribunal Federal (STF), em 2011, ao julgar a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4277 - protocolada na Corte inicialmente como Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 132 - reconheceu, por unanimidade, a união estável para casais do mesmo sexo. Os mesmos direitos e deveres dos companheiros nas uniões estáveis foram estendidos aos casais de mesmo sexo.

Naquela ocasião, em seu voto, a ministra Carmem Lúcia ressaltou a importância de garantir o exercício da cidadania por quem quer que legitimamente o pretenda, independentemente de sua orientação sexual: “aqueles que fazem sua opção pela união homoafetiva não podem ser desigualados em sua cidadania. Ninguém pode ser de uma classe de cidadãos diferentes e inferiores, porque fizeram a escolha afetiva e sexual diferente da maioria."

Essa aprovação assegurou, de forma irrefutável, a união estável entre casais do mesmo sexo, mas somente uma lei daria a segurança jurídica à decisão do STF. Deveríamos transformar o reconhecimento da Corte Maior em lei, colocando-a no Código Civil.  Dessa forma, protocolei o projeto em 2011 e, em 2012, conseguimos aprová-lo na Comissão de Direitos Humanos desta Casa. E agora na CCJ, na forma do substitutivo do senador Roberto Requião, que atualizou o texto, compreendendo o casamento LGBT.

Aprovado no Senado, o projeto vai para a Câmara dos Deputados. Os tempos são outros, espero que ele não receba o mesmo tratamento que meu primeiro projeto recebeu. Apesar de estarmos em pleno século 21 e de sermos um país de grande diversidade cultural e racial, ainda tratamos de forma violenta a homossexualidade. A legalização da união civil entre pessoas do mesmo sexo, certamente, proporcionará diminuição do comportamento homofóbico e consequentemente de agressões.

* Marta Suplicy é senadora (PMDB-SP)

Currículo resumido

Marta Suplicy (PMDB-SP)

Senadora (2011-2019)
Primeira vice-presidente do Senado (2011/2012)
Ministra da Cultura (setembro de 2012/novembro de 2014)
Ministra do Turismo (março de 2007/junho de 2008)
Prefeita de São Paulo (2001/2004)
Deputada federal (1995/1998)
É formada em Psicologia pela PUC-SP, com mestrado em Psicologia Clínica pela Michigan State University e Pós-Graduada na Stanford University.

Comunicadora

Marta ficou popular na década de 80, quando apresentava um quadro sobre comportamento sexual no programa TV Mulher, primeiramente na Rede Globo; depois na TV Manchete. Tem nove livros editados e foi colunista dos jornais Folha de S. Paulo e O Dia e das Revistas Cláudia e Vogue.

16 de fev de 2017

Mudança promete evitar falta de medicamentos no hospital das clínicas de Botucatu


O superintendente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), Dr. André Balbi,  anunciou na última semana algumas mudanças no Núcleo de Farmácia do HCFMB. O Núcleo, que tem como principal atividade a dispensação de medicamentos a todas as áreas do Hospital, anteriormente era coordenado pela farmacêutica Patrícia Moratelli, que assumiu há alguns dias a Diretoria de Compras, Abastecimento e Infraestrutura do HCFMB.  
Na reunião, a nefrologista Drª. Daniela Ponce foi anunciada como a nova coordenadora do Núcleo. Dra. Daniela agradeceu o convite. “Sou grata pela confiança e oportunidade. Acredito que faremos um ótimo trabalho em equipe. Teremos mudanças na estrutura física da farmácia e investiremos na melhoria da assistência farmacêutica, evitando a falta e o desperdício de medicamentos”, afirmou.
Além dos Núcleos de Dispensação de Medicamentos e Planejamento e Compras, a Farmácia do HCFMB passa a contar com o Núcleo de Farmácia Clínica, que será gradualmente criado e dará assistência farmacêutica não só aos profissionais de enfermagem e médicos, mas também aos pacientes em todas as áreas do Hospital. O Núcleo da Comissão de Padronização de Medicamentos passará por uma reformulação neste primeiro semestre.
O Setor Central de Kits passa a ser incorporado no Núcleo de Dispensação, sendo agora de responsabilidade da Farmácia toda a dispensação de kits para diagnósticos e procedimentos cirúrgicos.
O supervisor farmacêutico Adriano dos Santos continua como responsável técnico da Seção, com ênfase no núcleo de dispensação de medicamentos e materiais. Lucilena Bardella Stelzer também permanece na coordenação do Núcleo de Planejamento e Compras.
Balbi finalizou dizendo que o principal intuito dessas mudanças é manter o abastecimento contínuo dos medicamentos e materiais necessários. “Temos toda condição e capacidade de atender a demanda de medicamentos e materiais do nosso Hospital. Tenho certeza que nosso trabalho priorizará o uso racional dos medicamentos, para que não haja falta aos nossos pacientes, estejam eles internados ou não”, concluiu. 

13 de fev de 2017

Saiba realizar eventos sem causar má impressão

Docente do Senac Botucatu dá dicas para receber bem
em casa e na empresa

Reunir os amigos é uma forma de se divertir e relaxar depois de uma semana cheia de trabalho e outros compromissos do dia a dia. Mas para que tudo corra bem, e o anfitrião possa aproveitar a companhia dos convidados, é preciso planejamento.

Estar pronto para receber a todos na chegada é uma demonstração de educação e carinho. “Um anfitrião perdido e atrapalhado com os ajustes finais que poderiam ser antecipados não vai deixar uma boa impressão,” explica Mônica Santos Martins, docente da área de gestão e negócios do Senac Botucatu.

Priorizar o conforto é fundamental, e essa preocupação deve começar pelo número de pessoas que vão fazer parte da lista. “O espaço deve ser adequado ao total de convidados para que não faltem acomodações. O volume da música é outro item que merece destaque. Um som alto vai prejudicar a conversa e causar incômodo na socialização dos presentes”, destaca a docente.

Disponibilizar comidas e bebidas para que os convidados se sirvam à vontade e repor os itens do lavabo, sempre que necessário, para evitar situações constrangedoras também são detalhes que fazem toda a diferença para o sucesso do evento.

E na empresa?

Os eventos promovidos em ambientes corporativos também devem seguir um planejamento, afinal contribuem para aproximar clientes e causar uma boa impressão. Confira as dicas da docente:

- Conheça o espaço físico disponível. Esta informação é importante para definir os tipos de bebidas e alimentos que serão servidos.

- Analise a disposição do mobiliário. Antes de tudo, pense na circulação e acomodação dos convidados.

- Coloque os utensílios como louças, talheres e guardanapos em um local separado da mesa principal. Os alimentos e bebidas devem ficar em outra extremidade.

- A escolha do cardápio deve considerar o período do evento. O coquetel é o formato mais adequado para o período da noite possibilitando servir bebidas alcóolicas, se a ocasião permitir.

Formação na área

Para os interessados em se especializar ou atuar nesta área, o Senac Botucatu está com inscrições abertas para o curso Marketing de Eventos. As aulas serão realizadas aos sábados, das 8h30 às 12h30.

Na programação, com 24 horas de duração e início em 4 de março, o participante adquire conhecimentos das técnicas de marketing e aprende a utilizá-las na criação, desenvolvimento e organização de evento para atuar dentro de uma empresa ou como prestador de serviço.

Inscrições e mais informações podem ser feitas no site www.sp.senac.br/botucatu ou pelo telefone (14) 3112-1150.


30% de desconto

O Senac São Paulo oferece 30% de desconto em todos os seus cursos livres, de idiomas e técnicos presenciais que iniciam as aulas em janeiro de 2017 – para cursos oferecidos nos períodos da manhã e da tarde, no litoral e no interior, o desconto pode chegar a 40%.

São diversas opções de cursos nas áreas de arquitetura e urbanismo; beleza e estética; certificações em tecnologia; comunicação e artes; design; educação; eventos e lazer; gastronomia; gestão e negócios; gestão executiva; hotelaria e turismo; idiomas; limpeza, conservação e zeladoria; moda; saúde e bem-estar; e tecnologia da informação.

A instituição oferece infraestrutura moderna, com laboratórios que simulam situações reais de trabalho em suas 60 unidades distribuídas em todo o Estado. Conheça a programação completa de cursos oferecidos na instituição de excelência e tradição de 70 anos em educação profissional, por meio do Portal Senac – www.sp.senac.br.


Serviço
Marketing de Eventos
Data: 18/3 a 29/4
Horário: aos sábados, das 8h30 às 12h30
Duração: 24 horas

Informações

Senac Botucatu
Endereço: Rua Dr. Rafael Sampaio, 85 – Boa Vista
Telefone: (14) 3112-1150


Fevereiro/2017


Informações para a imprensa

​​​A Guerra no Brasil está declarada

Marco Antonio Barbosa falou sobre o tema
*Por Marco Antônio Barbosa

Saques à luz do dia, tiroteios e mortos. Este não é o cenário da Guerra da Síria e sim do estado do Espírito Santo nos últimos dias. Cabeças cortadas não são atos somente de terroristas do Estado islâmico, mas imagens repetidas nos noticiários durante as rebeliões nos presídios em todo o país. Extermínios, como em regiões da África, fantasiados de chacinas em Porto Seguro, na Bahia. O que os números já alertavam, agora ganham as ruas das grandes cidades, de norte à sul. A criminalidade declarou guerra contra um Estado falido e está ganhando a batalha.

Segundo os dados do 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgados no fim do ano passado e que refletem 2015, uma pessoa é morta no Brasil a casa nove minutos. O problema não é tão recente, mas por que somente agora parece que o caos existe? 

A criminalidade sem limites sempre ficou as margens da sociedade, escondida em baixo do tapete. Quando se vê os números, não se sente na pele, e consequentemente, não se cobra soluções. Assim como em outros setores, a má gestão do dinheiro público demora em aparecer, mas não deixa de apresentar a conta. Em casa, se você gasta mais do que recebe ou com as coisas erradas, é possível viver por um período no vermelho ou de cartões de crédito, entretanto uma hora a cobrança chega. Sem investimento em infraestrutura, inteligência e em profissionais, as polícias se enfraquecem e se omitem. Com isso, o crime organizado ganha espaço e se fortalece.

Mas do que uma crise pontual, deve se analisar de forma macro. A ausência do Estado não é somente em segurança, mas em educação, moradia, saneamento básico, oportunidades de emprego. Tudo isso contribui muito para o cenário atual. Sem chances de um futuro, o crime surge como a única opção para colocar comida na mesa e crescer na vida. Vira um plano de carreira. Não é de hoje e não será resolvido de um dia para o outro.

O exército como forma de conter a violência é somente um paliativo e não pode ser visto como a solução. Para um caso de emergência servem como tampão, mas é necessário rever todas as políticas públicas a fim de frear a criminalidade crescente. A incompetência do estado e a corrupção intrínseca em todo o sistema precisam ser denunciadas e combatidas incessantemente. O fundo de poço sempre será mais abaixo se não cortamos o mal pela raiz. 

É importante entender que dos dois lados do ciclo vicioso da violência está a população. Se não cobra atitude dos governantes, não vigia suas atitudes e não vota de forma correta, no fim é própria que tem de conviver com os problemas e pagar a conta. É preciso ter a noção de que o público é de todos. Temos de zelar pelo nosso bairro, comunidade e cidade como se fosse a nossa casa.

Vivemos por anos fingindo que a violência não é aqui, que guerra só existe no Oriente Médio. Precisamos sair desta cortina de fumaça. A batalha está nas ruas e precisa ser enfrentada por todos. Mudar o canal da sua televisão não vai evitar que a sua casa seja roubada. Ou a população cobra ações efetivas dos governantes, ou seguiremos derrotados. O exército somos nós.


*Marco Antônio Barbosa é especialista em segurança e diretor da CAME do Brasil. Possui mestrado em administração de empresas, MBA em finanças e diversas pós-graduações nas áreas de marketing e negócios.

1 de fev de 2017

Data de pagamento do FGTS deve ser anunciada nesta semana

O Caixa Econômica Federal deve divulgar nos próximos dias a data de pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O prazo de pagamento deve agendado entre fevereiro e março.

A liberação dos recursos foi anunciada pelo Governo Federal frente à crise financeira no País.


24 de jan de 2017

Eucatex emite nota sobre demissões em Botucatu

A Eucatex de Botucatu informou nesta terça-feira (14) que já fez uma adequação no quadro de colaboradores no ano passado. 

De acordo com a empresa, "o produto que a Duratex fabrica em sua unidade é diferente do que a Eucatex produz na sua planta". Na semana passada Duratex que atua também com madeira demitiu 95 trabalhadores.

Mas, informa a assessoria da Eucatex que "para o 1º trimestre de 2017, a empresa não tem previsão de novos cortes, porém, um novo estudo pode ocorrer a partir de abril, dependendo do nível das vendas”.

Pastora pede desculpas após quebrar santa; veja o vídeo

A pastora de Botucatu pediu desculpas após quebrar uma santa em um momento que rezava para uma mulher em um terreno localizado no setor leste da cidade.

Irmã Zélia como é conhecida pediu desculpas pelo vídeo que vazou na rede social, mas não pela destruição da santa.

video

Veja o vídeo onde ela quebrou as imagens:

video

A Igreja Católica e o Conselho de Pastores se manifestaram sobre o caso. O conselho lamentou o fato e a igreja avalia se tomará alguma atitude jurídica até o final do mês de janeiro.

19 de dez de 2016

Capela do Lageado é reaberta

No dia 20 de dezembro, a partir das 18h, uma missa celebrada pelo padre Emerson Anizi, marcará a reabertura da Capela de Nossa Senhora Aparecida, situada na área histórica da Fazenda Lageado.

A pequena edificação encontrava-se fechada ao público e com sinais de deterioração. A reforma no prédio foi totalmente executada com recursos e mão de obra da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp. “Foram os servidores do setor de Manutenção que abraçaram a ideia da reforma e trabalharam com afinco para a sua realização”, salientou o professor João Carlos Cury Saad, diretor da FCA.

A equipe da FCA recuperou telhado, forro, parte elétrica, lustre e fez a nova pintura da capela, entre outros reparos. “Vimos o estado em que estava e trabalhamos para arrumar tudo. É uma satisfação ver o resultado”, diz o servidor Adalberto Francisco dos Santos, um dos que trabalharam na reforma.

Segundo José Eduardo Candeias, coordenador do Núcleo de Conservação e Proteção da Área Histórica da Fazenda Lageado, o prédio foi construído, provavelmente no início da década de 1930. “Ela faz parte de um conjunto de construções feitas logo após a aquisição da Fazenda Lageado pelo Governo Federal. Foi construída originalmente para ser a garagem de um pequeno ônibus que atendia a comunidade da então Estação Experimental de Botucatu”.

Após ser adaptado para funcionar como capela, o prédio passou a ser uma referência importante para os moradores da Fazenda Lageado. “Com o gesto de reformar essa edificação, a Faculdade resgata a importância dessa estrutura e torna mais atrativa a área no entorno do lago, que já é muito visitada”. Candeias ressalta que a capela se encontra dentro da área tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), em 2001.

O professor Saad também destacou a importância da reabertura da Capela de Nossa Senhora Aparecida.  “Além de integrar o conjunto arquitetônico da área histórica da Fazenda Lageado e poder ser conhecida pelos visitantes, a capela voltará a ficar à disposição da comunidade de moradores da Fazenda, inclusive como um possível espaço para integração deles”, comenta.

9 de dez de 2016

Danos por quedas de energia: como solicitar ressarcimento?

Muitas pessoas passam pelo mesmo problema todos os anos e não sabem como agir de forma eficaz para obter o ressarcimento de danos por conta de quedas de energia e temporais.
Afinal, o que se deve fazer quando se tem um aparelho eletrônico danificado por uma descarga elétrica causada por um raio?
Primeiramente é preciso que a pessoa afetada faça um boletim de ocorrência eletrônico ou na delegacia para garantir o seu direito. O endereço do site da Segurança Pública de São Paulo onde é possível fazer o BO é o seguinte: www.ssp.sp.gov.br.
Em seguida a pessoa deve acionar a concessionária de energia via 0800 que lhe responderá depois de um prazo – geralmente de 48 horas - através de e-mail ou telefone.
Caso seu pedido de restituição seja indeferido você deverá acionar a empresa de energia através do poder judiciário via Cejusc que é o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania.
Nesse caso não é necessária a assistência de um advogado já que você será assistido pelos funcionários do Cejusc até a primeira audiência que será a tentativa de conciliação.
Após essa audiência se não houver acordo positivo, aí sim deverá ser consultado um advogado de sua confiança para ingressar com ação de ressarcimento de danos.
Obrigado a todas as pessoas pelas perguntas e envio de sugestões de temas dos leitores o site Agência14News. Até a próxima semana.

*** Marco Aurélio Capelli é advogado e escreve todas as semanas no site Agência14News
Dúvidas: capellizanin@hotmail.com - (14) 99708-6807 (Telefone e WhatsApp).
Fonte: Agência14News.

15 de nov de 2016

Obras do Confiança Supermercados têm sequência em Botucatu

As obras da nova unidade do Confiança Supermercados, em Botucatu, continuam avançando.

A construção está sendo executada na entrada da cidade, ao lado da Rodovia Castelinho, na Vila Assumpção.

A expectativa é que ainda neste ano de 2016 a cidade ganhe o novo empreendimento que é a unidade da rede Confiança Supermercados. O anuncio foi oficializado em outubro do ano passado em Botucatu.

Com sede em Bauru, o Confiança completou 32 anos de atuação em setembro passado e emprega cerca de 2,7 mil pessoas. O grupo conta com lojas em Marília (1), Jaú (1), Pederneiras (1) e Bauru(6), onde também possui um Centro de Distribuição e um Centro Administrativo.

Botucatu terá a décima e maior unidade da rede, considerada uma das mais renomadas do segmento no interior paulista. Ela será construída em um terreno de 11 mil metros quadrados, próximo à rodovia João Hypolito Martins (Castelinho), junto à entrada principal da Cidade – pela Avenida José Pedreti Neto.

No total serão 19.187,60 mil metros quadrados de área construída. O prédio terá três pavimentos, 286 vagas cobertas para estacionamento dos clientes, 12 lojas de apoio e um restaurante. Tudo respeitando as normas mais modernas de acessibilidade e sustentabilidade. O investimento será da ordem de R$ 25 milhões.

A previsão era que as obras fossem concluídas até outubro. A geração será de 350 empregos diretos e outros 150 indiretos. “Além de estar no nosso raio de atuação regional, acreditamos no potencial da Cidade e que podemos oferecer mais uma nova opção de compras e lazer para as pessoas”, diz o diretor presidente da rede Jad Zogheib.

O prefeito de Botucatu, João Cury Neto, elogiou na época do anúncio a estrutura e coragem apresentada pela empresa, especialmente por acreditar em investir na construção de uma nova unidade apesar do cenário de crise que se desenha no País. “Eles poderiam recuar, mas ao invés disso demonstraram confiança e enxergaram em Botucatu uma oportunidade de crescimento. Por sua vez, o Poder Público tem que entrar de cabeça no sonho do empresário, remando todos para o mesmo lado”, afirma. “Qualquer ação que passe por Botucatu e que tenha o viés do desenvolvimento e geração de emprego, nós vamos agarrar, pois é isso que transforma de fato a vida das pessoas”, completa o chefe do Executivo Municipal.

Entrada da Cidade reurbanizada
A Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria de Planejamento, aproveitou o evento no ano passado para apresentar ao público o projeto de uma obra viária, que também é realizada no mesmo trevo de entrada da Cidade onde será instalado o novo supermercado.

Trata-se de uma grande rotatória nas proximidades do recinto JVC, que disciplinará o trânsito e o acesso para bairros em expansão como a Vila Assumpção, Cecap e Vila São Benedito. Também está incluída a construção de um monumento com estrutura metálica em aço, além de chafariz e espelho d´água. O projeto, de autoria de Carlos Bratke (filho do conceituado arquiteto botucatuense Oswaldo Bratke) foi doado à Prefeitura.

Toda obra, avaliada em mais de R$ 800 mil permitirá o alargamento da Rua Emílio Cani e da própria entrada da Cidade, que ganhará uma terceira pista em ambos os lados. Isso modernizará o acesso a equipamentos importantes como a Incubadora de Empresas, a UNIT (Universidade do Trabalhador) e o futuro Hospital da Unimed.

O novo dispositivo de segurança também permitirá acesso mais rápido e seguro ao Pronto Socorro Municipal, na Rua Joaquim Lyra Brandão.

O Confiança informou que as obras continuam no cronograma e que as contratações serão feitas após o anúncio de uma data para a seleção.

(Com assessoria). Fotos: Agência14News.

7 de nov de 2016

Mesmo em período desafiante, empresas investem em treinamentos e palestras

Conferencista de Botucatu disse que viajou em 2016, por todo o Brasil, a mesma distância que uma volta completa pelo globo terrestre.

Depois de uma crise política e econômica muito forte, o País vive um momento de reestruturação dos negócios, mas ao mesmo tempo no contraponto a essa realidade, empresas não pararam de investir em treinamento e palestras para suas equipes.

Quem testemunhou a procura por palestras e cursos em diferentes áreas foi o conferencista que atua em todo o Brasil, Mauro Dias.  Ele está rodando este ano 43 mil kms – que é mais que a volta no globo terrestre. Para isso, atendeu empresas e diferentes projetos em quase todos os estados brasileiros. Ao todo, cerca de 10 mil pessoas assistiram as palestras Mágicas de Mauro Dias só em 2016.

Logicamente, algumas empresas reviram seus investimentos, mas muitas delas mantiveram os treinamentos buscando gerenciar o clima organizacional, foco na qualidade e desenvolvimento de liderança. Isso vem dando resultados principalmente na mudança de comportamento, propondo um ambiente mais sadio e de maior qualidade na produção. “Atendemos a área corporativa com treinamentos e palestras para o desenvolvimento pessoal como gerenciamento do stress, inteligência emocional e gestão de conflitos, além de eventos como as semanas internas de prevenção de acidentes do trabalho (SIPATs)”, cita Mauro Dias. 

Uma das empresas entre as que investiram em treinamentos junto aos seus colaboradores foi o grupo Caio-Induscar. O trabalho foi tão proveitoso, mesmo em meio a situação de crise, que a avaliação de Mauro junto aos gestores que participaram chegou a 99,2% - na nota atribuída ao instrutor. Na oportunidade foi apresentado o tema: o relacionamento e a inteligência emocional como chave de sucesso direcionado a líderes do grupo. “O modo que nos comunicamos e agimos constrói ou destrói o clima do ambiente que vivemos, podendo gerar ações positivas ou negativas junto aos seus superiores ou subordinados, mas nem sempre as pessoas estão preparadas para gerenciar situações de stress e às vezes sem perceberem acabam agindo de forma pouco inteligente”, explica Mauro Dias. “Atuamos diretamente na construção de um novo clima organizacional e percebe que a mudança é real e verdadeira onde desenvolvemos os cursos”, completa.

Silvio dos Santos, chefe de Recursos Humano do Grupo Caio-Induscar fala sobre os resultados do treinamento proposto pelo conferencista. “Os treinamentos do Mauro são muito alegres, profundos e eficazes, trazendo sempre bons resultados. As palestras são mágicas de fato. A energia, o profissionalismo dele, o carisma que tem, e a dinâmica do seu trabalho bem como a forma sempre diferente de passar a sua mensagem, são fatores garantem os resultados que nós buscamos, e garantem a reflexão das pessoas que é o que mais nós queremos, e garantem consequentemente a mudança de comportamento”, disse.

TEMAS E EIXOS
Pelo Brasil também existe procura por outros trabalhos paralelos. Órgãos públicos e projetos sociais ou comunitários fazem uso das palestras para trabalhar temas imprescindíveis de serem abordados em diferentes espaços. Temas podem ser desenvolvidos em formato de programas como o “Drogas: a melhor saída é não entrar”, abrangendo os 3 principais pilares como: capacitação técnica para profissionais da REDE, palestras para familiares e enfim o público-alvo: oficinas para criança o adolescente.

CENTROS DE REFERENCIA EM ASSISTÊNCIA SOCIAL
Outro espaço que conta com cursos e oficinas mágicas não é onde estão os empresários, mas sim quem está em estado de vulnerabilidade social. Os CRAS – Centro de Referência em Assistência Social – recebem uma atenção especial de Mauro Dias através de oficinas lúdicas direcionadas a grupos de crianças, adolescentes, famílias e idosos.  
Através de uma metodologia dinâmica e impactante Mauro atende-se todos os eixos que o SUAS (Sistema Único de Assistência Social) solicita trabalhar junto a esse público como: drogadição, sexualidade, família, meio ambiente, educação financeira, gestão de conflitos, entre outros.

DIFICULDADE VIRA OPORTUNIDADE
Mauro usa em suas palestras Mágicas o fator dificuldade que encontrava na vida como de um pai violento e usuário de drogas e resolveu transformar o problema em uma solução: começou a palestrar em escolas pela prevenção as drogas. A mágica foi um dos diferenciais em suas apresentações que o acompanha até hoje nas palestras de projetos sociais ou corporativas. Mesmo jovem Mauro já palestrava para grandes organizações e multinacionais.  Sua história rendeu uma reportagem na TV Record que teve repercussão mundial.

Para saber mais:

Mauro Dias – Conferencista. 

Telefone: (14)  3361 0814 / 9 9746-9427.

>>>>>> 

>>>>>> 
Mauro na Record (link).
>>>>>> 

21 de out de 2016

Confiança Supermercados: seleção de funcionários não começou, mas é possível cadastrar currículo

O Confiança Supermercados informou ao site Agência14News que as obras de construção da sua unidade, em Botucatu, continuam dentro do cronograma. A construção que ganha corpo está na entrada da cidade, na Rodovia João Hipólyto Martins, em frente ao centro de eventos JVC.

Veja mais:

http://agencia14news.com.br/botucatu/supermercado-confianca-botucatu

16 de out de 2016

Câmara vota recursos para previdência de servidores, criação do Dia do Autismo e denominação de rua com nome de arcebispo

Nesta segunda-feira (17) a Câmara Municipal de Botucatu votará projetos de lei de adequação de orçamento e criação de Dia do Autismo. O primeiro projeto que será votado na sessão que começa às 19h, a autoria da matéria em questão é do prefeito João Cury Neto que abre adicional até o limite de R$ 4,9 milhões para readequação do Botuprev – Fundo Municipal da Previdência Social.

O segundo projeto é do vereador Fontão criando o “Dia de Conscientização Autismo” através do projeto de lei número 94/2016. Também Fontão apresentou o projeto que denomina de “Alameda Dom Vicente Angelo José Marchetti Zioni (Dom Zioni) a Rua Projetada que fica no centro a cidade, com início na Rua Dr. Costa Leite e término na Dr. Damião Pinheiro Machado. (Veja abaixo a história marcante do arcebispo).

PREVIDÊNCIA
Segundo o prefeito, “o Projeto de Lei Complementar que tem como objetivo obter autorização legislativa para alteração nos Anexos V e VI da Lei Complementar nº 1.163/15, de 15 de setembro de 2015, que trata das Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2016. A proposta tem como finalidade a readequação de recursos orçamentários do Fundo Municipal de Previdência Social de Botucatu, para pagamento dos salários de aposentados e pensionistas até o final do exercício de 2016”.

AUTISMO
De acordo com o vereador Fontão, “o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, ou simplesmente Dia Mundial do Autismo, é comemorado dia 2 de abril. A data serve para ajudar a conscientizar a população sobre o Autismo, um transtorno no desenvolvimento do cérebro que afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo”.

Ele ainda lembra que “O Dia Mundial de Conscientização do Autismo foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 18 de dezembro de 2007, com o intuito de alertar as sociedades e governantes sobre esta doença, ajudando a derrubar preconceitos e esclarecer a todos. No Brasil, o Dia Mundial do Autismo é celebrado com palestras e eventos públicos que acontecem por várias cidades brasileiras. O objetivo é o mesmo em todo o lugar, ajudar a conscientizar e informar as pessoas sobre o que é o Autismo e como lidar com a doença. Nesta data, vários pontos turísticos do país são iluminados de azul, cor que simboliza o Autismo”.

O parlamentar ainda ressalta que o “Autismo pertence a um grupo de doenças do desenvolvimento cerebral, conhecido por "Transtornos de Espectro Autista" – TEA”. E que “os sintomas do autismo são: fobias, agressividade, dificuldades de aprendizagem, dificuldades de relacionamento, por exemplo. No entanto, vale ressaltar que o autismo é único para cada pessoa. Existem vários níveis diferentes de autismo, até mesmo pessoas que apresentam o transtorno, mas sem nenhum tipo de atraso mental”, finaliza.

DOM ZIONI
Fontão também explica sobre Dom Zioni, que nasceu aos 14 de dezembro de 1911, em São Paulo, capital. Seu nome completo: Vicente Angelo José Marchetti Zioni. Filho de pais italianos, Sr. José Atílio Toréli. Leonardi Zioni (da Bolonha) e Sra. Luiza Ghilarducci Marchetti Zioni (de Luca), viveu toda sua infância no Bairro do Ipiranga, bem próximo ao Museu Histórico do Ipiranga, na época ainda cheio de lampiões de gás que iluminavam ao redor do Monumento do Ipiranga.

Realizou seus estudos no Cambuci, em uma pequena escola particular denominada Ginásio “Nossa Senhora do Carmo”, que era administrada pelos irmãos Maristas. Ali, aos sete anos começou a falar português, pois em sua casa a língua oficial era o italiano. Recebeu o diploma de Congregado Mariano no dia 08 de dezembro de 1924, na Igreja de São Gonçalo, a mesma Igreja onde todas as manhãs sua mãe o levava cedinho para participar da missa.

Em fevereiro de 1925 entrou para o Seminário Menor Metropolitano de Pirapora do Bom Jesus. O próprio Dom Zioni relatou que seu pai o acompanhou até a estação da Sorocabana e que, quando entrou no trem, o segurou um pouco pelo braço e disse: “Meu filho, você vai contente?” ‘Vou’. “Então Deus te abençoe!”. Ele sempre afirmou que a origem de sua vocação sacerdotal estava no fato de sua mãe tê-lo levado todos os dias à missa.

Ficou no Seminário de Pirapora até 1929, onde terminou o curso no Seminário Menor. Em 1930 foi para o Seminário da Freguesia do Ó, que era o Seminário Provincial de São Paulo, onde cursou três anos de Filosofia, concluindo o curso no final de 1932. Em 12 de março de 1933, na Igreja de Santa Ifigênia, a Catedral provisória da Arquidiocese de São Paulo, recebeu das mãos do então arcebispo metropolitano, Dom Duarte Leopoldo e Silva, as ordens menores de hostiário e leitor. Depois, em 10 de novembro de 1933, seus superiores o enviaram para Roma para estudar Teologia e, posteriormente, Direito Canônico, na Pontifícia Universidade Gregoriana. Em 28 de outubro de 1934, Dom José Pallica, Arcebispo de Philippos e vice-gerente de Roma, lhe conferiu as ordens menores de exorcista e acólito, na Capela do Colégio Inglês. O mesmo prelado, um ano depois, lhe conferiu a ordem maior do subdiácono, na Capela do Colégio Pio Latino americano e, a 21 de dezembro de 1935, a ordem do Diaconato, na Capela do Seminário Maior de Roma.

ORDENAÇÃO
Em um sábado de aleluia, 11 de abril de 1936, ele recebeu a ordenação sacerdotal na Basílica Papal de São João do Latrão, em Roma. Eram mais de quatrocentos ordenados, dos quais 25 sacerdotes. A ordenação aconteceu pela imposição das mãos do cardeal Dom Francesco Marchetti Selvaggiani, vigário geral do Papa Pio XI, e seu parente distante pelo lado da mãe. Depois de bacharelar-se em Direito Canônico, voltou para São Paulo, onde chegou no dia 23 de setembro de 1938, assumindo de imediato as funções de professor no Seminário da Imaculada Conceição, cuja reitoria estava confiada ao Padre Manoel da Silveira D’Elboux, futuro arcebispo de Curitiba.

Foi a partir de 1939 que o Padre Zioni começou sua intensiva dedicação ao ensino e à formação dos futuros sacerdotes. No Seminário lecionou disciplinas científicas, filosóficas e teológicas. Em 12 de março de 1939 recebeu o diploma de Sócio das Obras das Vocações Sacerdotais da Arquidiocese de São Paulo. De 1940 a 1945 dirigiu o Serviço de Orientação Doutrinária e Moral de Leituras, ligado ao Secretariado Nacional de Defesa da Fé.

Em 26 de janeiro de 1940, Dom Gaspar de Afonseca e Silva o nomeou para o cargo de segundo cerimoniário do sólio arquiepiscopal de São Paulo. A primeira visita que Dom Zioni fez a cidade de Botucatu foi em 1941 quando, a convite do então bispo diocesano, Dom Frei Luiz Maria de Santana, ministrou três conferências para jovens e pais.

Em 04 de janeiro de 1947 foi nomeado cônego catedrático do cabido metropolitano de São Paulo, acumulando naquele ano os cargos de reitor do Seminário e de diretor administrativo da Faculdade Teológica. Em 1948 recebeu o título de Monsenhor Camareiro Secreto de S.S. o papa Pio XII.

O fato de sempre ter sido um educador eficiente fê-lo fundar, em 07 de março de 1950, a Faculdade Eclesiástica de Teologia Nossa Senhora da Assunção, agregada à Pontifícia Universidade Católica, da qual foi administrador. Nessa época, o Monsenhor Zioni já era, de certa forma, temido por sua rigorosa e disciplinarmente inflexível atuação na reitoria do Seminário Central do Ipiranga, onde estudavam todos os seminaristas maiores do Estado de São Paulo. Foi professor, reitor, defensor do vínculo no Tribunal Eclesiástico Arquidiocesano de São Paulo, visitador canônico das religiosas, assistente espiritual de diversas instituições religiosas e articulista de vários jornais e revistas, publicando inclusive o livro “O Problema Espírita no Brasil”, obra de muita polêmica entre os kardecistas. Era o nome certo para o episcopado, quando teve um problema de visão (deslocamento da retina do olho esquerdo) que quase comprometeu sua nomeação, já solicitada e desejada pelo cardeal Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta. Mesmo não enxergando com o olho esquerdo sua nomeação episcopal acabou acontecendo.

O EPISCOPADO
Monsenhor Vicente Marchetti Zioni foi nomeado bispo titular de Lauzado (antiga cidade da Ásia menor) e auxiliar do cardeal arcebispo de São Paulo em 20 de abril de 1955, pelo papa Pio XII, com apenas 43 anos de idade. Foi sagrado bispo no dia 29 de junho do mesmo ano, na Catedral da Sé, em São Paulo, pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Armando Lombardi. Escolheu como lema em seu brasão episcopal a frase latina: “Caritas fraternitatis maneat” (Que a caridade fraterna permaneça). O cardeal Motta logo o fez seu Vigário Geral. Durante os nove anos como bispo auxiliar de São Paulo assumiu diferentes tarefas, tais como: diretor arquidiocesano do Apostolado da Oração (designação recebida do Superior Geral da Companhia de Jesus), titular da Secretaria Nacional das Vocações Sacerdotais (organismo ligado à CNBB), fundador do primeiro instituto brasileiro de vocações adultas (denominado Seminário Vestibular Santo Cura D’Ars), diretor do jornal “O São Paulo”, e responsável pela instalação da primeira paróquia pessoal de São Paulo (destinada à colônia italiana). Participou, em Bogotá, do primeiro encontro de diretores nacionais da Obra das Vocações Sacerdotais na América Latina (1962) e foi eleito pelos padres conciliares para participar da primeira Sessão do Concílio Vaticano II, onde seriam debatidos assuntos ligados à educação e à formação sacerdotal, mas não pôde tomar parte do mesmo uma vez que o cardeal Motta o designara para ficar à frente do arcebispado enquanto participava do Concílio.

Em 1962, Dom Zioni ofereceu seu próprio carro, um Chevrolet, e acompanhou o então arcebispo de Milão, Cardeal Giovanni Montini, para que o mesmo conhecesse a cidade de São Paulo. Durante seis horas percorreram a maior cidade da América do Sul, mantendo cordial diálogo. No ano seguinte, Cardeal Montini foi eleito papa, com o nome de Paulo VI.
Em fevereiro de 1964, o Papa Paulo VI, pela bula “Christi Gregis”, criou a nova Diocese de Bauru, tendo seu território quase na totalidade desmembrado da Arquidiocese de Botucatu. Em 25 de março do mesmo ano, Dom Zioni foi nomeado primeiro Bispo Diocesano da recém-criada Diocese de Bauru, a quem caberia estruturá-la administrativa e pastoralmente. Nesse mesmo ano participou, em Roma, a convite do Papa Paulo VI, da terceira Sessão do Concílio Vaticano II e, no final do Concílio, foi nomeado pelo papa membro da Comissão Pós-Conciliar para a Educação Cristã.

Em Bauru, iniciou a construção da nova Catedral do Divino Espírito Santo, inaugurada em 1965. Em 19 de março de 1965 inaugurou também o Seminário de vocações adultas “Nossa Senhora da Assunção e São José”, do qual era um dos professores. No mesmo ano, criou a primeira paróquia Hospitalar do Brasil, que recebeu o título de Nossa Senhora das Lágrimas e São Camilo de Lélis. Consultado pelo Papa Paulo VI, Dom Zioni viajou a Roma em 1967 para debater com um pequeno grupo de bispos de diversos países a proposta da instituição do diaconato permanente. Naquela mesma ocasião, representou o Cardeal Motta, então Arcebispo de Aparecida, na cerimônia da Benção da Rosa de Ouro que o Papa Paulo VI ofereceu para o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida.

POLÊMICA
Em 19 de abril de 1968, com a renúncia do então Arcebispo, Dom Frei Henrique Golland Trindade, Dom Zioni foi nomeado para reger os destinos da Arquidiocese de Botucatu, notícia que desagradou grande parcela do clero, descontente com o processo de nomeação e com a linha de pastoral do novo arcebispo, considerado um tanto conservador, centralizador, autoritário e não aberto ao diálogo. A crise se arrastou por quase um ano. Uma vez que Dom Zioni se mostrou firme na decisão de acatar a decisão do Santo Padre e assumir a Arquidiocese de Botucatu, 27 padres decidiram deixar a Arquidiocese, após confirmação, por parte da Santa Sé, de que Dom Zioni tomaria posse. Eles alegaram que, segundo o Concílio Vaticano II, o bispo deveria ser um fator de unidade para o clero e que Dom Zioni não seria este fator. A posse se concretizou no dia 12 de abril de 1969. Em 1986, ao completar os 75 anos (idade estipulada pelo Código Canônico) ele pediu sua renúncia, mas ficou à frente da Arquidiocese até 1989, sendo sucedido por Dom Antonio Maria Mucciolo. Faleceu em 15 de agosto de 2007.

(Do Agência14News com Câmara Municipal).

12 de out de 2016

GCM resgata jovem cadeirante que caiu em avenida de Botucatu

Um jovem que é cadeirante foi encontrado pela Guarda Civil Municipal (GCM) após sofrer um acidente, em Botucatu, na manhã desta quarta-feira (12), na Avenida Zumbi dos Palmares, no bairro Parque 24 de Maio.
Veja mais.