21 de mai de 2010

Joanna de Angelis: a serviço da educação



Narcisa Andreucci, presidente do Núcleo Joanna de Angelis, localizado no Jardim Brasil, falou com a reportagem sobre o colégio que atende a crianças e adolescentes e jovens. O projeto conta também com a filha de dona Narcisa, Lívia, que é diretora pedagógica do Núcleo Joanna de Angelis.  Conheça a escola na entrevista com as duas representantes do projeto educacional.


Número de alunos atendidos e até qual "série".
Perto de 300 alunos, dos 3 anos de idade até o nono ano de escolaridade, e também os adultos, através das atividades do EJA (Ensino de Jovens e Adultos), que se estende do segundo ao quinto ano. Além disso, temos mais 454 crianças/adolescentes Inscritos nas atividades de reforço cultural, aberta à comunidade do bairro e do entorno.

Como começou esse projeto?
Um grupo de pessoas idealistas, frequentadoras do “Centro Espírita “O Caminho da Verdade”, que prestava atendimento aos presos da Cadeia Pública de Botucatu, uniu-se a fim de auxiliar crianças e adolescentes do Jardim Brasil, um bairro sócio, cultural e economicamente desfavorecido, a enfrentarem as adversidades da vida, capazes de vencer as desigualdades sociais. Através de doações, adquiriu um lote de terreno, em 1990, e a partir daí foram feitas avaliações e detectadas as suas necessidades, para que se pudesse diminuir os fatores de risco (gravidez precoce, uso e tráfico de drogas, criminalidade) e aumentar os fatores de proteção, através do “Núcleo Assistencial Joanna de Ângelis”, sua Obra Social, fundado em 10 de setembro de 1990. O Educandário Professor “Eurípedes Brasanulfo”, fundado em 1996 e o Jardim Escola “João de Deus”, em 2000 integram as atividades  assistenciais do Núcleo.

Qual a metodologia usada na escola?
Procuramos desenvolver processos de auto-estima, auto-conceito, empatia, autonomia, iniciativa, tomada de decisão, resolução de conflitos, geradores da melhoria da qualidade de vida e do bem- estar, do relacionamento intra e inter-familiar, bem como de melhor empregabilidade futura e o exercício de uma cidadania mais responsável. Além disso, buscamos a diminuição da evasão e do insucesso escolar e a ampliação da visão de futuro, através de diversas atividades lúdicas, que são realizadas por voluntários e contratados, para que aprendam a lidar com as adversidades, os seus medos, ansiedades,  a trabalhar em equipe e a lidar com as suas próprias emoções e as dos outros, no decorrer da vida.
Com as ações do Núcleo e as medidas implementadas pela administração municipal, o bairro adquiriu outra configuração social e econômica, havendo notória melhoria das condições de vida da população  

Qual a estrutura disponível?
Todos os prédios e as instalações, bem como a aquisição dos terrenos contaram com o apoio de parcerias, campanhas, doações de pessoas físicas, jurídicas, ONGs, verbas do governo federal, estadual e municipal que doam materiais de construção, alimentos, roupas, material escolar, instrumentos musicais para a Fanfarra e o Coral, parque pedagógico, brinquedos e jogos e material de apoio necessário para que a obra se mantenha. 

E o número de funcionários?
É complicado dizer ao certo o número de funcionários, porque contamos com contratados e voluntários, que recebem treinamento.  A partir do interesse, registro e freqüência dos profissionais contratados e voluntários, são abertas atividades à comunidade do bairro e entorno. É feita divulgação dos horários, a seleção dos candidatos. Estabelece-se um plano de ação e como será a execução, o conteúdo e a avaliação das atividades. São realizadas reuniões com os diferentes grupos de contratados e voluntários, para análise das observações e dos relatórios diários, semanais, mensais, semestrais e anuais de cada inscrito na Instituição, bem como das alterações que deverão ser implantadas para que as intervenções necessárias possam ser realizadas de maneira mais eficaz.


Fale sobre o método de ensino e pilares da educação.
A Educação é  centrada na criança, que pode e deve desenvolver as suas potencialidades através de uma intervenção e metodologia que considere suas especificidades ambientais e individuais, em todos os seus aspectos (físicos, sociais, emocionais, linguísticos, cognitivos), de maneira ativa e participativa, através de diversas atividades lúdicas (xadrez, coral, inglês, dança, pintura, ioga, Orquestra de Sopro, teatro, contagem de histórias, culinária), culturais e esportivas.
Adotamos metodologias diversas, de acordo com o ritmo e necessidade de cada aluno, baseados em modelos portugueses, canadenses, franceses, belgas, americanos, sendo os pilares da educação Piaget, Vygostsky, Bronfrenbrenner e Bruner.

Sbre os pais na educação das crianças. Como eles são envolvidos?
As famílias são convidadas a participar na educação das crianças e adolescentes; é estimulada a freqüência a palestras, seminários e workshops com assuntos de interesse da comunidade, estabelecidos cursos sobre gestão e resolução de conflitos e problemas, que visam a melhoria da qualidade de vida, da convivência familiar, da empregabilidade. Os adultos são orientados a continuarem os seus estudos, a se alfabetizarem para terem melhores condições de vida; são realizados cursos de culinária, aproveitamento de alimentos e nutrição e geração de rendas; são oferecidos seminários e workshops nas áreas de saúde e cidadania responsável e os pais são convidados a aconpanharem os filhos nas diversas apresentações em que a Escola participa e a serem voluntários na manutenção, nas atividades de reforço cultural e onde puderem colaborar.

Quais os prêmios já recebidos pela instituição?
Os diversos prêmios que conseguimos obter ao longo dos anos, pela qualidade do atendimento que oferecemos aos matriculados: Prêmio Bem-eficiente 2003/2004, Semifinalista do Prêmio Itaú Unicef em 2003 e 2007, Selo Escola Solidária em 2003, 2005, 2007 e 2009 e o reconhecimento de organizações municipais, estaduais, federais e internacionais com os quais mantemos as parcerias.

Qual o legado que Sr. Roberto deixou?
Existem pessoas que lutam por um dia e são importantes.   Existem pessoas que lutam por muitos dias e são muito importantes.   Mas existem pessoas que lutam todos os dias das suas vidas: essas são imprescindíveis ao mundo! 

O professor medíocre conta. O bom professor explica. O professor superior demonstra. O grande professor inspira.

Que possamos, através do seu exemplo como Educador, continuar a dilatar mentes, ampliar horizontes, crescer, viver e transformar o mundo para que o Educandário e o Jardim Escola sejam a escola do conhecimento, dos sonhos e da alegria, com o objetivo de tornar as crianças e jovens que aqui frequentam homens e mulheres de bem!

O que se aprende com as crianças nesse processo educativo?
Guimarães Rosa nos dizia o seguinte:  “O mais importante e bonito do mundo é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, não foram terminadas, mas elas vão sempre mudando...”
A aprendizagem é tanto dos alunos, quanto dos professores. As aulas são elaboradas de acordo com o interesse dos alunos, que também fazem as suas pesquisas e dão a sua contribuição, de maneira ativa e participativa. Cada um, dentro do seu ritmo de aprendizagem, colabora para o processo da aprendizagem da classe, onde todos se respeitam. O processo de convivência e cidadania é estabelecido de maneira natural.  

E qual a realidade dessas crianças?
O Núcleo atende a bebês, crianças e adolescentes do Jardim Brasil e do entorno, e seus familiares, indo ao encontro das suas necessidades  e carências. 

Como foi assumir a entidade e como encara essa tarefa após o falecimento do Sr. Roberto?
Lívia- Desde 1997 eu dou apoio pedagógico ao Núcleo e ao Educandário. A partir de 2000 também assessoro o Jardim Escola “João de Deus”, e por muitos anos fui a Diretora Escolar do Educandário e do Jardim Escola, cargo que também ocupo no momento. As nossas ações sempre levaram em conta a parte assistencial do aluno, e nunca tomamos nenhuma atitude sem antes consultamos todos os órgãos do Núcleo (Diretoria da Mantenedora, Conselho Administrativo) e da Escola (Conselhos de classe, série, professores, voluntários quando se fazia necessário). Até hoje é assim. Após o falecimento do meu pai, eu procuro refletir qual seria a atitude dele diante de qualquer situação, e tento me direcionar pelos exemplos de liderança, responsabilidade e tomada de decisão que ele sempre demonstrou.

Tudo aqui funciona, desde o início, com a formação de equipes e conselhos, em forma de colegiado. Nenhuma decisão é tomada por uma só pessoa. O êxito ou o insucesso são da equipe, que se reúne conforme as necessidades do momento, dos Conselhos, dos Diretores e tudo é muito bem analisado em seus prós e contras e as decisões a serem tomadas. O Dr. Roberto era o porta-voz das idéias, dos ideais de todos, o líder a impulsionar os esforços e direcionar o trabalho de todos, em benefício dos aqui matriculados. O que procuramos fazer é manter esse espírito de união, liderança, buscando o empenho de toda uma equipe. 

Uma escola de qualidade: como se consegue esse feito em uma realidade social tão difícil?
Com o apoio dos contratados, voluntários, dos familiares, com as parcerias que temos e que fazemos, com o uso das modernas tecnologias. Através das diversas atividades extra-curriculares oferecidas buscamos a ampliação da visão de vida e de mundo dos alunos e familiares, o estabelecimento de objetivos a longo prazo e isso faz com que a convivência intra e inter familiares melhore e a comunidade ganha com isso, porque também melhora a qualidade de vida e de bem-estar, bem como a empregabilidade futura.

A escola participa das provas de classificação promovidas pelo Governo? Qual a sua classificação?
Somos uma ONG, sem fins lucrativos, com todos os registros necessários para o funcionamento do Educandário e do Jardim Escola perante os órgãos responsáveis do Ministério da Educação, de maneira gratuita, em regime integral, onde os alunos entram pela manhã, tomam o café, têm as atividades complementares à escola, almoçam, têm as aulas regulares, o lanche e vão para casa no final da tarde. Os alunos matriculados na EJA frequentam a escola em horário pós-laboral. Com isso, não participamos das provas de classificação promovidas pelo Governo, mas ao saírem do nono ano, os nossos alunos têm prestado os exames para ingresso no SENAI e na Escola Técnica Industrial “Dr.. Domingos Minicucci Filho” e têm obtido excelentes resultados.

Quais as metas de ampliação em estrutura e número de alunos para os próximos anos?
Todos temos planos, projetos e sonhos a serem realizados para a ampliação do Núcleo, do Educandário e do João de Deus, que são discutidos  semanalmente nas reuniões entre a Direção da Mantenedora, do Conselho Administrativo do Núcleo e da Direção da Escola, como por exemplo, o atendimento aos alunos até o final do Ensino Médio, e o início anterior à faixa de idade dos 3 anos, além de outras atividades extra-curriculares,  mas para isso ocorra, deverão ser feitas campanhas visando a captação de recursos humanos, materiais e financeiros, através de convênios e parcerias com Instituições Públicas, Privadas, ONGs, empresas e pessoas físicas que nos permitam a  ampliação dos atendimentos ao público-alvo  nas áreas da saúde, educacionais, esportivas,  culturais e musicais, sempre com o objetivo da melhoria da qualidade de vida e bem-estar e melhor integração com a sociedade.

Qual o motivo de maior orgulho quando se fala em alunos?
Há vários exemplos: em 2004, dos 10 alunos, 9 passaram no vestibulinho da Escola Industrial  (ETEC “Dr. Domingos Minicucci Filho”) para ingresso no Ensino Médio. Estes alunos obtiveram a 1ª, a 4ª e a 5ª colocações. O primeiro colocado  também passou em 1º lugar no teste para admissão no SENAI – Curso de Eletricista,  passou em 1º lugar no vestibulinho para Ensino Técnico em Eletrônica na ETEC “Dr. Domingos Minicucci Filho” (Industrial), ficou duas vezes entre os 2000 melhores alunos de Matemática do Brasil, onde concorreram 18 milhões de participantes nas 2ª e 3ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, passou na UNESP em Química na primeira chamada e foi até convidado para fazer estágio numa importante Universidade americana.

Em 2009 um dos nossos alunos passou em 3º lugar nesse mesmo vestibulinho, e os outros passaram entre os 40 melhores classificados.

Dos alunos que concluíram até o atual  nono ano de escolaridade (antiga 8ª série), podemos destacar os que fazem curso de graduação em universidades públicas: Química e Letras, na UNESP, Informática e Logística na FATEC; os que passaram em concursos públicos na SABESP, ou que estão muito bem empregados e são muito elogiados pela sua competência e capacidade nos Correios, DURATEX, na EUCATEX, formados pelo SENAI.

Ao longo dos anos, nossos alunos receberam vários prêmios de redação, entre os quais podemos destacar: o Concurso “Conhecendo o ECA” , o Concurso Literário Leda Galvão, e Concurso Literário em homenagem a “Dr Olívio Stersa”

 Em 2009, 8 alunos de 10 passaram no teste para o SENAI. Destes, 6 ganharam bolsas de estudo a título de ajuda de custo.

Isso só faz com que busquemos nos empenhar cada vez mais, para que mais crianças e adolescentes possam ter um futuro mais promissor, com melhor qualidade de vida e que possam projetar por onde forem o ensino que aqui tiveram.

 
A ESCOLA EM DESTAQUE

    * Semi-finalista do Prêmio ITAU-UNICEF – 2003 e 2007
    * Prêmio Bem Eficiente 2003-2004 – Outorgado por Kanitz & Associados

O Núcleo foi contemplado entre as 50 Entidades brasileiras “que demonstraram  trabalho e desempenho nas suas áreas de atuação, dentro de uma estrutura profissional e eficiente, operando com custos administrativos baixos, com transparência e supervisão externa, de forma a garantir a sua perpetuação como entidade beneficente”.

    * Selo Escola Solidária – 2003, 2005, 2007 e 2009
 
    * Moção de Congratulações da Câmara Municipal de Botucatu, “pela primorosa e honrosa participação no IV Festival de Corais Infantis, realizado em São Paulo, nos dias 26 a 29 de maio de 2005”


    * Rotary Clube de Botucatu agracia voluntários do Núcleo, com o 4.º Prêmio Mérito Social, no dia 10 de março de 2005. Voluntários: Claudemir Batista Ferreira, Magali de Barros Ferrreira, Maíra de Barros Ferreira e Inara de Barros Ferreira.


    * I Concurso Artístico-Literário  “Maria José Dupré”- 5.º lugar para Delma Ribeiro do Prado no Nível II – Redação – Ensino Fundamental.


    * ACE/CDL premia os melhores do ano no comércio de Botucatu e Voluntários, com cerimônia de entrega em 17 de setembro de 2005. Premiado: Claudemir Batista Ferreira – Voluntário do ano, pela coordenação do Coral do Núcleo.


    * 22 a 30 de janeiro de 2007 - a convite da Área de Qualificação e Promoção Cultural do Educandário “Prof. Eurípedes Barsanulfo”, a Prof.ª Lívia Christina Andreucci desenvolveu Curso Teórico e Prático intitulado “Modelo de Ativação do Desenvolvimento Psicológico”, em 50 horas.


    * 28 de julho de 2007 - Professoras do Educandário “Prof. Eurípedes Barsanulfo” realizam curso na Pinacoteca do Estado de São Paulo, na qual tiveram uma sensibilização a respeito do uso de imagens artísticas em sua prática pedagógica.



    * 15 agosto de 2007 – Alunos da 4.ª série da Alfabetização de Jovens e Adultos do Educandário recebem certificado de conclusão.


    * Diretora Pedagógica do Núcleo conclui Mestrado em “Activação do Desenvolvimento Psicológico” na Universidade de Aveiro em Portugal. Os estudos foram conduzidos sob orientação da Prof.ª Dr.ª Maria de Lourdes Cró e Prof.ª Dr.ª Anabela Maria de Sousa Pereira, no  Departamento de Ciências da Educação da Universidade de Aveiro, Portugal. A Tese intitula-se: “Activação do Desenvolvimento Psicológico: Um estudo com crianças socialmente desfavorecidas”.  Sua presença na referida Instituição é possível graças ao Programa Alban, de bolsas de estudo de alto nível, destinado à América Latina.     


    * A Câmara Municipal de Botucatu realizou sessão em 03/03/08, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, quando homenageou a professora Dra Célia Sperandéo de Macedo, Membro do Conselho Administrativo do Núcleo. A homenagem foi iniciativa do Vereador Luiz Rúbio.


    * Aluno do Educandário recebe premiação do I Concurso “Conhecendo o ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente”, outorgado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, no dia 11/11/08. O concurso envolveu alunos da rede municipal, estadual e particular de Botucatu e foi dividido em quatro níveis diferentes: Ensino Infantil – Desenho, - com o tema “Lugar de Criança é na Escola”; Ensino Fundamental – Acróstico e Slogan – com o tema “Conselho Tutelar”; e Ensino Médio – Redação – com o tema “Seja Parceiro de um Destino”.


    * Em 19/03/08, o Sesi de Botucatu fez a doação de equipamentos odontológicos ao Núcleo. A instituição já possuía um espaço e voluntários, mas os equipamentos utilizados apresentavam desgastes. Por sua vez, o Sesi, como conta seu diretor João Valter, acabara de substituir todos os equipamentos odontológicos por modelos novos. “Esses equipamentos devem ter nove anos de uso e ao invés de dar baixa, nós do Sesi decidimos fazer esta doação ao Joanna de Ângelis, que é uma entidade com reconhecimento, séria, premiada, e que atende um público mais carente. O material doado ao Joanna contém uma cadeira, um equipo dentário, refletor, cuspideira e mocho odontológico.


    * A Associação das Famílias de Rotarianos de Botucatu – AFROB apoiou o Núcleo, através da doação de recursos financeiros para a manutenção das atividades de 2008, desenvolvidas pela Psicopedagoga Cláudia A. Jorge junto a alunos com dificuldades específicas para o aprendizado da leitura.


    * Universitários das repúblicas CB (Custo Benefício), Santa Cerva e Kati Vero, doaram em 19/06/08, uma tonelada de alimentos ao Núcleo, que foram arrecadados em uma festa junina promovida pelo grupo. Segundo Rafael Souza Boiani, estudante de agronomia e morador da Kati Vero, a entidade foi escolhida pelos colegas que já desenvolveram trabalhos voluntários no Núcleo. “Alguns amigos já conheciam o Joanna de Angelis” e nos indicaram para receber estes alimentos”, falou Boiani. A entrega foi matéria da TV Tem e do Jornal “O Diário da Serra”.


    * Diretor Industrial da Embraer – Unidade de Botucatu, Engenheiro Almir Miguel Borges, visitou o Núcleo em 26/03/08, acompanhado pela Assistente Social Ana Maria Bertoncini, e funcionário e voluntário do Núcleo Reginaldo Aparecido Zebediff Bueno. O grupo esteve em todos os ambientes do Núcleo, especialmente naqueles onde estão sendo utilizados o material pedagógico recebidos através do PPS 2005.


    * 04 de novembro de 2009 – Entrega da Máquina Copiadora Sharp, doada pelo Rotary Club Botucatu Cuesta – Distrito 4310, com a apresentação da Orquestra Juvenil “Joanna de Ângelis”, para um público aproximado de 350 pessoas.


    * 11 de novembro - Premiação dos alunos que participaram da Olimpíada Brasileira de Astronomia com medalhas de prata e bronze, – Ministério da Educação e Cultura – MEC, na presença de um público aproximado de 250 pessoas.


    * A Fundação para o Desenvolvimento Médico Hospitalar da Universidade Estadual Paulista apoiou o Núcleo, através da doação de recursos financeiros para a manutenção das atividades de 2009, desenvolvidas pela Psicopedagoga Cláudia A. Jorge junto a alunos com dificuldades específicas para o aprendizado da leitura.


    * O Deputado Estadual Milton Flávio visitou o Núcleo em 20 de novembro de 2009, percorrendo a Área da Costura, a Quadra Poliesportiva que está em construção e o Refeitório que deverá passar por reforma.


    * Visita do Deputado Estadual Bruno Covas, em Novembro de 2009 às dependências do Núcleo Assistencial.


    * Selo “Escola Solidária” pela quarta vez consecutiva (2003, 2005, 2007 e 2009).


Nenhum comentário:

Postar um comentário