16 de mar de 2015

Prefeitura diz que greve do lixo é ilegal

A Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria Municipal de Obras, se pronunciou sobre a greve na coleta do lixo que teve início na manhã desta segunda-feira (16).
Segundo a assessoria da Prefeitura, funcionários da Botucatu Ambiental, consórcio responsável pela limpeza pública no Município, paralisaram os serviços de coleta de lixo, varrição e capinação na Cidade. A categoria reivindica aumento de salários e melhores condições de trabalho.

Apesar de ser um direito garantido por lei ao trabalhador, o Executivo alega que greve não foi previamente comunicada ao Poder Público, que já está notificando a empresa a retomar os trabalhos no prazo de 24 horas. Caso esta ordem não seja obedecida, a empresa poderá ser multada ou mesmo ter seu contrato reincidido.



“A limpeza pública é um serviço essencial de interesse coletivo, e que não pode ser interrompido da maneira que foi, sem ao menos 30% do efetivo de trabalhadores continuarem a fazer a coleta de lixo de forma emergencial. Infelizmente quem sofre com este tipo de atitude é a população. Mas ela pode ter a certeza que a Prefeitura já está tomando todas as medidas para que tudo seja normalizado o quanto antes”, afirma o secretário municipal de Obras, André Peres.

A Secretaria Municipal de Obras orienta que a população evite colocar sacos de lixo do lado de fora da residência até que o serviço de coleta seja completamente reestabelecido.

Os trabalhadores pedem o percentual de 25% e a empresa ofereceu 10%.

 Para informações sobre a coleta o telefone da Secretaria de Obras, que é quem fiscaliza o serviço é (14) 3882-0233 / 3882-6881.

Nenhum comentário:

Postar um comentário