21 de abr de 2013

Abertura da mostra de Romero Britto: Sucesso total


Por José Eduardo Candeias

Romero Britto: Quase 300 convidados prestigiaram a abertura oficial da mostra de obras do
renomado artista Romero Britto na ultima quinta feira, dia 18 a partir das 19h30 no interior do Museu.

Pela primeira vez em sua existência o Museu recebeu um evento dessa natureza com requisitos que surpreenderam os presentes. Já na chegada o convidado podia optar pelo sistema de manobrista que conduziam o veículo até um dos pisos do terreiro, especialmente destinado para esse fim. 




Causou também grande surpresa a decoração feita com iluminação colorida que destacou as belezas naturais e arquitetônicas do imponente conjunto formado pelo prédio do Museu e as construções ao redor. As luzes coloridas causavam forte impacto nos convidados. Uma tenda montada ao lado do terreiro e do museu recebia os convidados com móveis rústicos, gentilmente cedidos pela empresa Vitart Móveis. 

Já ao  adentrar no interior do museu para apreciar a mostra, os visitantes eram recebidos pelo som de violino, cello e teclado, interpretando obras adequadas ao ambiente e ao evento. Os convidados puderam conhecer o irmão de Romero Britto, responsável pela mostra e dono da Studio de Art Robson Britto que atendia a todos com muita simpatia e satisfação pelo esforço empreendido pela equipe do Museu.

Grande parte dos apoiadores formados pelas Empresas Amigas da Fazenda Lageado compareceram prestigiando esse importante evento, resultado dos esforços dos últimos 6 anos. Convidados especiais, Zé Maria, Osmar Santos e a artista plástica paulistana Wânia Rodrigues muito acrescentaram a esse que já pode ser considerado um dos mais importantes eventos culturais do ano. Presentes também o Prefeito João Cury, o Diretor e o Vice da Faculdade de Ciências Agronômicas João Carlos Cury Saad e Frederico Wilcken, o Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, o Presidente da Câmara Municipal,
autoridades municipais e secretários, dentre os quais o Secretário da Cultura Osni Ribeiro, parceiro do projeto, e da Segurança Dr. Adjair de Campos. 

As 37 obras da exposição, composta de 22 telas, 7 esculturas e 8 posteres, distribuídos pelas diversas salas do Museu eram apreciadas e fotografadas pelos visitantes. A sensação de estar “frente a frente” com a obra original é insuperável e as manifestações de surpresa, encantamento e alegria contagiou a todos. 

Em determinado momento os convidados foram para o lado de fora do Museu, na tenda, para o ato de abertura oficial da mostra. Inicialmente usou da palavra o coordenador do Núcleo, José Eduardo, explanando sobre a história do museu e também das exposições já realizadas. Falou também do esforço para trazer a mostra que estava sendo aberta oficialmente naquele momento. Agradeceu os presente e, principalmente todos os apoiadores do evento. Em seguida Robson Britto agradeceu a todos e desejou sucesso para a mostra. 

diretor da FCA João Carlos Cury Saad registrou o esforço da equipe do Museu e dos diferenciais desse importante projeto para a FCA e para Botucatu. Finalizando o ato o prefeito João Cury cumprimentou os presentes ressaltando o resultado magnífico do trabalho realizado pelo Museu, em especial pela coragem e ousadia de oferecer à população de Botucatu e região uma mostra desse nível. Merece atenção que essa exposição só foi possível graças ao a iniciativa da Faculdade de Ciências Agronômicas, da Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais – FEPAF, da Prefeitura Municipal por meio da
Secretaria de Cultura, e do Museu de Arte Contemporânea. No patrocínio o evento contou com as empresas: CONCRETO Imóveis, Plaza Martin Loteamento e a UNIMED Botucatu. 

Também merece destaque o apoio das Empresas Amigas da Fazenda Lageado. A expectativa da Coordenadoria é que a mostra atraia mais de 4 mil pessoas para o museu o que passaria a ser mais um recorde de público. 

Importante destacar que a mostra deverá permanecer no museu até o dia 18 de maio, sendo que as visitas podem ser feitas no mesmo horário de funcionamento do museu. De segunda a sexta das 9h às 11h e das 14h às 17h. Aos sábados, domingos e feriados o funcionamento é das 12h às 17h.

Excepcionalmente o museu poderá ampliar esses horários objetivando atender ao maior número possível de visitantes interessado em conhecer as obras de Romero Britto.

Por José Eduardo Candeias é responsável pelo Museu do Café.

Nenhum comentário:

Postar um comentário